Um Cafe ao Passado. Naranjales Alcala I. Romance paranormal +18

Este livro é um romance paranormal, com um grau de suspense, porém de leitura agradável e leve, que une duas épocas na história da Espanha e entrelaça uma história de amor.

Carlota e Isabel são as herdeiras de Naranjales Alcalá, uma fazenda antiga em muito mal estado localizada nas cercanias de Valência que Isabel se propõe a restaurar depois de sua repentina e dolorosa ruptura com Luke.

Carlota chega à fazenda arrastada por seu marido que quer deixar Nova York para trás e dedicar-se à vida do campo. Além disso, ele acredita que na fazenda Carlota recuperará suas musas e poderá escrever outro best-seller.

Não está muito longe da realidade porque, uma noite, Carlota e Isabel encontram nas entranhas da propriedade um antigo ataúde.

Terá algo que ver o misterioso ataúde com as lendas que giram em torno da fazenda? Será que esse segredo é capaz de despertar as musas de Carlota e de ensinar o caminho do amor a Isabel?

Convido você a tomar um café e a descobrir os segredos desta história…»

um cafe au passado stefania gil

Isabel não aguentava a curiosidade e se encheu de valentia para descer até o porão. Só até o porão. Ao outro local não iria sozinha. Não. Nem pensar.
A porta soltou um rangido espantoso. Daqueles que só são vistos nos filmes de terror uns segundos antes que apareça na tela alguma coisa aterradora.
Sentiu um calafrio percorrer o corpo todo.
—Maldita umidade. — falou em voz alta enquanto descia os degraus.
Pensou em remover todos e reconstruir a escada em pedra. Detestava como a madeira velha rangia sob seus pés. O porão estava iluminado por uma pequena lâmpada que Carlota deixara acessa sobre sua mesa caindo aos pedaços, o que, com certeza, Isabel duvidava que pudesse ser reparada.
Inspecionou-a um pouco mais de perto. Tinha rachaduras na madeira que seriam muito difíceis de restaurar. Acariciou-a com sua mão. Seria lamentável não poder salvá-la porque na verdade era uma joia antiga e ficaria fenomenal no estúdio da escritora.
Bom, poderia vê-la melhor quando fosse retirada dali no dia seguinte.
Um barulho seco fez Isabel se assustar.
Seu coração começou a bater rapidamente e ameaçava sair do seu peito.
Podia jurar que ouviu passos. E tudo isso vinha do corredor que ligava com o espaço em que estava o ataúde.
Outro ruído e de repente, escutou os gritos de um rato ao ser capturado.

Não precisou de mais nada para sair correndo dali feito uma louca.

Compre agora:

Um Cafe ao Passado

Leia as primeiras páginas aqui:

Compartir en las redes:

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *